myPOS blog Dicas

Como abrir uma empresa em 7 passos – da ideia ao conceito

Antes de começar o seu próprio negócio, deve perceber que é quase certo que há sempre algo que pode correr mal. Para gerir um negócio de sucesso, tem que se adaptar às situações dinâmicas que surgem.

Uma parte importante do desenvolvimento de um plano de negócios é fazer pesquisas de mercado completas da indústria para a qual se vai direcionar, bem como a demografia dos seus potenciais clientes. Isto inclui a realização de inquéritos, grupos de foco, pesquisa de dados públicos e dados sobre o mercado específico em que planeia entrar.

Antes de começar a vender o seu produto ou serviço, precisa de construir a sua marca e obter uma base de seguidores prontos a interagir com o seu negócio.

Tarefas como escolher um nome de empresa e criar um logotipo são óbvias, mas não se esqueça dos passos menos evidentes mas igualmente importantes! Quer se trate de determinar a estrutura do negócio ou de desenvolver uma estratégia de marketing detalhada, a carga de trabalho pode rapidamente começar a aumentar.

Em vez de andar em círculos e adivinhar por onde começar, esta lista de 7 passos vai ajudá-lo a transformar a sua ideia de negócio num conceito real.

Este artigo destina-se a empreendedores que queiram aprender a abrir uma empresa.

1. Refine a sua ideia

Se está a pensar em começar um negócio, provavelmente já tem uma ideia do que quer vender, ou pelo menos do mercado em que quer entrar. Faça uma pesquisa detalhada das empresas existentes na sua indústria escolhida, e se pretende criar uma startup, prepare um conceito muito bom do modelo inovador que irá implementar.

Descubra o que os atuais líderes de mercado estão a fazer nesse nicho e veja como pode oferecer algo melhor. Se acha que o seu negócio pode oferecer algo que outras empresas não oferecem, ou entregar a mesma coisa, apenas de forma mais rápida e a um preço mais baixo, então está na direção certa.

É preciso ter uma ideia sólida para ser capaz de criar um plano de negócios prático.

Defina por que está a iniciar um negócio

É bom saber porque vai começar o seu negócio. Neste processo, será sensato distinguir se o negócio serve um propósito pessoal ou de mercado.

Quando o seu motivo visa satisfazer uma necessidade de mercado, o âmbito do seu negócio será sempre maior do que num negócio projetado para satisfazer uma necessidade pessoal.

Considere um franchising

Outra opção é adquirir uma franquia de um negócio estabelecido. O conceito, o branding e o modelo de negócio já estão em vigor e tudo o que precisa é de uma boa localização e dos meios para financiar a operação.

Pense no nome do seu negócio

Escolha um nome para o seu novo negócio

Independentemente da opção que escolha, escolher um nome comercial original é essencial para a elaboração de um plano antes de determinar o valor acrescentado da ideia.

Encontre os seus clientes-alvo

Muitas vezes as pessoas começam o seu negócio sem ter tempo para pensar em quem serão os seus clientes e em que é que os fará usar um produto ou serviço.

Deve esclarecer porque quer trabalhar com estes clientes – é a sua paixão facilitar a vida das pessoas, ou gosta de criar arte para colorir o seu mundo?

As respostas a estas perguntas ajudarão a clarificar a sua missão. No entanto, precisa de determinar como irá fornecer esse valor aos seus clientes e como transmiti-lo de uma forma que estejam dispostos a pagar.

Ao pensar no plano, deve definir os detalhes principais. Se a ideia não é algo que gere excitação, ou se não há mercado para a sua criação, talvez seja altura de considerar outras ideias.

2. Preparar um plano de negócios

Uma vez que tenha uma ideia clara, precisa de se colocar algumas perguntas importantes, que são:

  • Qual é o propósito do seu negócio?
  • A quem vai vender?
  • Quais são os seus objetivos finais?
  • Como vai financiar o investimento inicial?

Estas perguntas podem ser respondidas num plano de negócios bem escrito.

Muitas novas empresas cometem erros básicos apressando-se a começar sem considerar os aspetos acima referidos. Precisa de encontrar a base de clientes que pretende contactar, ou seja, quem vai comprar o seu produto ou serviço?

Se não consegue encontrar aideia de que existe procura, então para quê começar?

Realização de pesquisas de mercado

Realizar uma investigação aprofundada sobre o mercado em que se vai lançar, bem como a demografia dos seus potenciais clientes, é uma parte importante do desenvolvimento de um bom plano de negócios. Isto inclui a realização de inquéritos, a organização de grupos de foco e a pesquisa de nichos de mercado e dados públicos.

A pesquisa de mercado irá ajudá-lo a compreender o seu cliente-alvo – as suas necessidades, preferências e comportamentos, bem como a sua indústria e concorrentes.

Muitos pequenos profissionais de pequenas empresas recomendam a recolha de informação demográfica e a análise dos concorrentes e as suas atividades e estratégias para melhor compreender as oportunidades e constrangimentos num determinado nicho.

As melhores pequenas empresas têm produtos ou serviços que se diferenciam dos da concorrência. Isto tem um impacto significativo no ambiente competitivo e permite-lhe transmitir uma mais-valia única aos seus potenciais clientes.

Considere uma estratégia de saída

Realização de estudos de mercado

Também é uma boa ideia considerar uma estratégia de saída ao elaborar o seu plano de negócios. Criar uma ideia de como vai deixar o seu negócio oferece uma opção para outro aspeto do eventual curso de eventos.

Muitas vezes os novos empreendedores estão tão confiantes que toda a gente quer ser seu cliente, que passam pouco ou nenhum tempo a desenvolver um plano de saída.

Por exemplo, durante a primeira semana do jardim de infância, alinhe todas as crianças e ensine-lhes exercícios de incêndio para saírem do edifício. Muitas vezes, os jovens líderes empresariais carecem de três ou quatro saídas pré-determinadas.

Isto leva à diminuição do valor do negócio e até à destruição das relações familiares.

Um plano de negócios ajuda-o a perceber para onde vai a sua empresa, como vai ultrapassar quaisquer dificuldades e o que precisa para sustentar as operações.

3. Avaliar as suas finanças

Iniciar qualquer negócio tem um custo, por isso precisa determinar como vai cobrir esses custos. Tem fundos para financiar a start-up ou precisa de dinheiro emprestado?

Se planeia deixar o seu trabalho atual para se concentrar no seu negócio, tem fundos reservados que lhe durem até começar a lucrar?

É melhor pré-determinar quanto será o custo da sua iniciação.

Muitas start-ups falham porque ficam sem dinheiro antes de lucrarem. Nunca é má ideia sobrestimar a quantidade de capital de arranque de que precisa, pois pode demorar algum tempo até que a sua empresa comece a gerar receitas sustentáveis.

Faça uma análise de rentabilidade

Uma forma de determinar que fundos precisa é realizar análises de rentabilidade. Este é um elemento essencial do planeamento financeiro que ajuda os empresários a determinar quando é que a sua produção ou serviço será rentável.

É uma boa ideia para todos os empreendedores realizarem esta análise porque mostra o retorno mínimo que o seu negócio precisa de alcançar para não perder dinheiro.

Também ajuda a perceber exatamente de onde vêm os seus lucros para que possa definir objetivos de produção em conformidade.

As três razões mais comuns para a realização de uma análise de rentabilidade são:

  1. Determinar a rentabilidade – Normalmente, esta é a principal preocupação de qualquer empresário. Pergunte a si mesmo: quanto rendimento precisa de gerar para cobrir todas as suas despesas? Que produtos ou serviços estão a dar lucro e quais estão a dar prejuízo?
  2. Determinar o preço de um produto ou serviço – Quando a maioria das pessoas pensa no preço, considera o custo de criação do seu produto e o preço dos concorrentes. Pergunte a si mesmo: quais são os custos fixos, quais são os custos variáveis e qual o custo total? Quais são os custos dos bens físicos? Quais são os custos da mão-de-obra?
  3. Analisar os dados – Que quantidades de bens ou serviços precisa de vender para obter lucro? Pergunte a si mesmo: como pode reduzir os seus custos fixos totais? Como pode reduzir os seus custos variáveis por unidade? Como pode melhorar as suas vendas?

Acompanhe os custos

Analise os seus custos

É aconselhável não fazer despesas excessivas quando se inicia um negócio. Descubra quais tipos de compras são apropriadas para o seu negócio e evite gastos desnecessários em equipamentos que não o ajudarão a atingir os seus objetivos. Pode facilmente iniciar um negócio com pouco dinheiro.

Monitorize as despesas do seu negócio para ver se há discrepâncias.

Muitas start-ups tendem a gastar dinheiro em coisas desnecessárias. No início, gaste o mínimo possível e apenas em coisas que são essenciais para o crescimento e sucesso do seu negócio. O luxo pode vir quando estiver totalmente estabelecido.  

Procure oportunidades de financiamento

O capital inicial para o seu negócio pode ser fornecido através de várias fontes. A melhor forma de obter financiamento depende de vários fatores, tais como a solvabilidade, o montante necessário e as opções disponíveis.

1. Empréstimos empresariais

Se precisa de ajuda financeira, um empréstimo de negócios de um banco é um bom começo, embora muitas vezes seja difícil de obter. Se não conseguir um empréstimo bancário, pode pedir um empréstimo a um pequeno negócio.

2. Bolsas de negócios

Os subsídios às empresas são semelhantes aos empréstimos, masnão é preciso pagá-los. As subvenções vêm com condições que um negócio deve reunir para ser subsidiado.

Ao tentar obter subsídios para pequenas empresas, procure por outros que sejam específicos do seu nicho. As possibilidades incluem subvenções empresariais, subvenções no mesmo dia para empresas detidas por jovens empreendedores e subvenções governamentais.

3. Investidores

As start-ups que necessitam de um financiamento inicial significativo podem aproximar-se de um investidor.

Os investidores poderiam investir uma enorme quantidade de dinheiro numa start-up com a expectativa de que, através de patrocínios, desempenharão um papel ativo na gestão do negócio.

4. Financiamento público

Também pode começar uma campanha de crowdfunding para angariar pequenas quantias de diferentes apoiantes. O crowdfunding tem ajudado muitas pequenas e médias empresas nos últimos anos.

Existem dezenas de plataformas de crowdfunding fiáveis projetadas para diferentes tipos de negócios.

Escolha o banco certo

Como escolher um banco de negócios

Ao escolher um banco para o seu negócio, considere se está em sintonia com as condições do mercado local e trabalhará consigo com base no perfil de uma natureza geral da ideia de negócio.

Ao escolher um banco, pergunte a si mesmo as seguintes perguntas:

  • O que é importante para si?
  • Quer estabelecer uma relação próxima com um banco que esteja disposto a ajudá-lo de alguma forma?
  • Quais são os seus objetivos para os próximos 5 ou 10 anos?

Em última análise, o banco certo para o seu negócio depende das suas necessidades específicas.

Identificar essas necessidades pode ajudá-lo a concentrar-se no que procurar. Marque reuniões com vários bancos e pergunte como trabalham com pequenas empresas para chegar à melhor escolha por processo de eliminação.

4. Considere uma apólice de seguro

Pode não parecer importante, mas conseguir o seguro certo para o seu negócio é um passo importante a dar antes de se lançar oficialmente.

Lidar com incidentes como danos materiais, roubo ou até mesmo uma reclamação legal de um cliente pode ser dispendioso e precisa que o seu negócio seja bem protegido.

Embora deva considerar diferentes tipos de seguros de negócio, existem alguns planos básicos de seguro de que a maioria das pequenas empresas pode beneficiar.

Por exemplo, se o seu negócio vai ter empregados, vai precisar de uma indemnização dos trabalhadores e um seguro de desemprego.

Também pode precisar de outros tipos de cobertura dependendo da sua localização e indústria, mas para a maioria das pequenas empresas é recomendado ter seguro geral de responsabilidade civil para clientes empresariais. Este tipo de seguro cobre danos materiais e danos corporais seus ou de outros.

Se o seu negócio prestar serviços, também poderá considerar o Seguro de Responsabilidade Profissional. Cobre danos resultantes de ações impróprias durante a realização do serviço.

5. Construir uma boa equipa

Construir a equipa certa

Se o seu negócio o exigir, também terá de pensar em recrutar uma boa equipa. Os empresários precisam muitas vezes de prestar atenção ao elemento humano no seu negócio.

As pessoas criam o seu produto ou serviço. É por isso que definir uma equipa, compreender as lacunas que existem e determinar como e quando as corrigir deve ser uma prioridade máxima.

Também é importante determinar como a equipa vai funcionar. Atribuir papéis e responsabilidades, bem como o trabalho, como dar feedback e como funcionarem juntos vai poupar-lhe muitas dores de cabeça ao longo do caminho.

6. Escolha os seus parceiros B2B

Gerir um negócio pode ser esmagador e é provável que mesmo com a sua equipa não consiga gerir tudo sozinho. É aqui que entram outros canais de distribuição. Em todas as indústrias, dos recursos humanos ao atendimento ao cliente, existem empresas que irão fazer parceria consigo e ajudá-lo a gerir o seu negócio de forma mais eficiente.

Ao procurar parceiros B2B, deve escolher cuidadosamente, aproveitando o tempo para pesquisar cada potencial parceiro em detalhe. Estas empresas terão acesso a dados de negócios vitais e potencialmente sensíveis, por isso é crucial encontrar um parceiro em que possa confiar.

Por exemplo, pergunte aos potenciais fornecedores sobre a sua experiência na indústria, as suas realizações com clientes existentes e que crescimento ajudaram outros clientes a alcançar.

Nem todas as empresas precisam do mesmo tipo de fornecedores, mas há produtos e serviços comuns que quase todas as empresas utilizam. Alguns destes são:

Receber pagamentos de clientes

Oferecer opções de pagamento múltiplos garantirá que pode vender no formato mais acessível ao seu cliente-alvo.

Deve comparar as opções e encontrar o cartão de crédito certo ou o fornecedor de serviços de processamento de pagamento de carteira móvel para obter a melhor oferta para o tipo de negócio que planeia gerir.

Gestão financeira

Muitos empresários podem gerir as suas próprias funções contabilísticas quando iniciam o seu negócio, mas à medida que a sua empresa cresce, terá a oportunidade de economizar tempo ao contratar um contabilista e comprando software de contabilidade.

7. Criar uma marca e promovê-la

Antes de começar a vender o seu produto ou serviço, precisa de construir a sua marca e garantir um seguinte que está pronto para embarcar quando abrir as portas do seu negócio.

Uma presença online é quase uma obrigação, e alguns aspetos importantes dela são:

Site da empresa

Leve a sua reputação de negócio online e crie um site da empresa. Muitos clientes usam a internet para saber mais sobre uma empresa, e um site é uma prova digital que existe no seu pequeno negócio. Além disso, usar um site é uma obrigação se decidir criar um negócio de dropshipping através do qual pode oferecer produtos e lucrar com a majoração.

É também uma ótima maneira de interagir com clientes atuais e potenciais.

Social media

Utilização das redes sociais para as empresas

Use as redes sociais para espalhar a palavra sobre o seu novo negócio, e talvez como uma ferramenta promocional para oferecer descontos aos seus seguidores uma vez lançado oficialmente.

As plataformas de redes sociais certas para usar dependem do seu público-alvo. Existem ferramentas de negócios gratuitas para ajudá-lo a monitorizar as suas campanhas nas redes sociais.

Gestão de Relacionamento com o Cliente ou CRM

As melhores soluções de software CRM permitem-lhe armazenar informações sobre os seus clientes para melhorar a sua relação com eles.

Uma campanha de email marketing bem pensada pode fazer maravilhas chegando aos clientes e comunicando eficazmente com o seu público. Para alcançar o sucesso, precisa de construir estrategicamente a sua lista de marketing de contactos de email.

Logótipo

Crie um logótipo que ajude as pessoas a reconhecerem a sua marca e a use-a em todas as plataformas e canais.

Além disso, atualize ativos digitais com conteúdo relevante e interessante para o seu negócio e indústria. Muitas start-ups têm uma estratégia vaga para a sua presença online.

O problema é que vêem o seu website como uma despesa, não como um investimento. Na era digital de hoje, os pequenos empresários que entendam a importância de ter uma excelente presença online terão um avanço no lançamento do seu negócio. 

A criação de um plano de marketing digital é essencial para construir um seguinte através da publicidade contínua para o seu negócio. Este processo, especialmente no início, é tão necessário como oferecer um produto ou serviço de qualidade.

Emails de marketing

À medida que constrói a sua marca, peça aos seus atuais e potenciais clientes permissão para comunicar com eles por email. A maneira mais fácil de o fazer é usar formulários de opt-in por email no seu site.

Estes são “formulários de consentimento” fornecidos por utilizadores da web que lhe dão permissão para os contactar e providenciar mais informações sobre o seu negócio.

Estes tipos de formulários são frequentemente usados no e-commerce para solicitar permissão para enviar newsletters, materiais de marketing, ofertas de produtos e muito mais.

No meio do número esmagador de emails que os consumidores recebem, o sucesso dese inscrever para os seus emails começará a criar confiança no seu negócio.

Os formulários de inscrição são um bom ponto de partida para construir confiança e respeito entre os seus potenciais clientes. Mais importante ainda, estas formas são exigidas por lei.

Esta lei aplica-se não só às comunicações electrónicas em massa, mas também a todas as comunicações comerciais, que a lei define como qualquer comunicação de correio eletrónico cujo principal objetivo é publicitar ou promover um produto ou serviço comercial. Qualquer e-mail que viole esta lei sujeita-o a multas.

Conclusão

Lançar-se e fazer as suas primeiras vendas são apenas o início do seu trabalho como empreendedor. Para obter lucro e manter-se no topo, é sempre necessário desenvolver e modernizar o seu negócio. Vai levar tempo e esforço, mas poderá viver do seu negócio com os retornos pelos quais tanto trabalha.

Colaborar com marcas mais estabelecidas na sua indústria é uma ótima forma de alcançar o crescimento. Contacte outras empresas e peça-lhes promoção em troca de uma amostra gratuita do seu produto ou serviço.

Contacte as instituições de caridade e ofereça algum do seu tempo ou produtos para promover o nome da sua empresa.

Lembre-se, nunca há um plano perfeito. Uma boa preparação para iniciar um negócio é sempre necessária, mas é quase certo que as coisas podem correr mal. Para gerir um negócio de sucesso, é preciso adaptar-se às mudanças de situação no mercado.

Pode ter o melhor plano, mas assim que começar a trabalhar, as coisas podem mudar dinamicamente e deve ser capaz de resolver problemas rapidamente. Como empreendedor, a sua força está na resolução de problemas, seja relacionada com o produto ou serviço ou questões internas.

Disclaimer: Tenha em atenção que o conteúdo deste artigo e do Blog myPOS, em geral, não deve ser interpretado como legal, monetário, fiscal, ou nenhum outro tipo de aconselhamento profissional. Deve sempre consultar um profissional antes de tomar uma atitude, uma vez que esta situação em particular pode diferir materialmente de outros casos.

Partilhar esta publicação:

Publicações relacionadas

Fale connosco
Cookie

Selecione a sua preferência de cookies

2-3