myPOS blog Dicas

Negócio online: como começar em 10 passos simples

Como seres humanos, é inevitável que também sejamos sonhadores. Sonhamos em ganhar, sonhamos com o sucesso, sonhamos com a liberdade. No panorama empresarial, os sonhos têm sido as ideias fundadoras para grandes empreendimentos que foram bem-sucedidos. De Richard Branson a Jeff Bezos e muitos outros, tudo começou com uma pequena semente de uma ideia, que depois cresceu para se tornar uma das maiores e mais conhecidas marcas do mundo.

Muitas empresas online começaram pequenas e tornaram-se grandes empresas. Por isso, se é alguém com um grande sonho ou uma grande ideia, e está a pensar em como começar um negócio online, está ao sítio certo.

Nesta publicação de blog, vamos acompanhá-lo através alguns dos 10 passos principais envolvidos na criação do teu negócio online. E também são bastante exequíveis e não têm de lhe custar muito dinheiro.

1. Preencha uma necessidade ou encontre um nicho especial para o seu negócio online

A pesquisa vai ser o seu primeiro passo. Pode já ter uma ideia para um produto ou serviço que gostaria de oferecer, mas será que tem procura?

Uma maneira de descobrir é pesquisando fóruns online para ver as perguntas que as pessoas fazem e problemas comuns que podem ter na sua área de especialização. Assim que identificar formas de ajudar a resolver esses pontos, estás a caminho de encontrar o teu nicho especial.

Outra coisa que se pode fazer na fase de pesquisa é fazer uma pesquisa de palavras-chave. Existem várias ferramentas gratuitas online que o podem ajudar a determinar as principais palavras-chave que as pessoas procuram para lhe permitir estender a procura.

Além disso, não se esqueça de verificar os seus concorrentes e o que não está a fazer –por exemplo, que tipo de produtos estão a comercializar? Como estão a comercializá-los? Que palavras específicas estão a usar? E para quem estão a comercializar?

As respostas a estas perguntas vão ajudá-lo a descobrir o que é que o mercado precisa e como pode continuar a satisfazer essa necessidade.

2. Resolver as questões legais

Ótimo! Identificou um nicho com uma forte procura pelos seus produtos ou serviços. Mas qual é o próximo passo? Agora, está na hora de tratarmos das legalidades.

Dependendo da sua jurisdição, terá de fazer o registo online da sua empresa, assim como o nome e tipo de entidade – seja um proprietário único, uma empresa incorporada ou outra.

Isto dependerá dos seus objetivos de negócio e preferências pessoais, o que poderá incluir a consideração de se pretende ser pessoalmente responsável pelas dívidas e passivos do seu negócio ou não.

Há outras coisas que também deve ter em mente. Estes incluem fazer o registo comercial do logótipo da sua empresa com as autoridades de propriedade intelectual competentes; obter um certificado fiscal da entidade apropriada; bem como solicitar e manter os certificados e licenças necessários para manter o seu negócio web operational. Este processo pode ser um pouco moroso e, por vezes, custar-lhe algum dinheiro.

3. Fazer uma pesquisa de mercado

Fazer uma pesquisa de mercado ao iniciar um negócio online.

Está pronto para passar ao próximo passo: a pesquisa de mercado.

Pode perguntar-se porque é que este passo é importante, especialmente se já encontrou e identificao seu nicho no passo um acima. No entanto, a investigação de mercado leva-a a um nível mais profundo e produz insights muito melhores.

Algumas perguntas que deve fazer a si mesmo neste momento são:

  • Quem é o seu comprador?
  • Quanto estão dispostos a gastar no seu produto ou serviço?
  • Onde pode encontrar o seu comprador ideal?

Porque é que estas perguntas são importantes?

Porque ajudam a avaliar o mercado e as suas flutuações. Também permite obter uma melhor visão sobre os seus clientes, o que irá, em última análise, influenciar a sua marketing copy e a determinação da sua identidade de marca nos passos descritos abaixo.

Neste passo, é importante estudar os seus concorrentes – que preços estão a cobrar pelos seus produtos e serviços? Para onde fazem envios e o custo do envio está incluído no preço final?

E o IVA? Que tipo de comunicação é que os seus concorrentes utilizam ao direcionar os clientes? Pode inspirar-se neles ou será inteiramente original? Esta última é a opção mais preferível.

4. Defina o seu comprador ideal

Já ouviu falar de uma persona de comprador? Se respondeu “não”, então deve prestar bastante atenção a este passo.

A sua persona de comprador ou mesmo avatar é a combinação do comprador ideal para o seu negócio online, considerando várias características como sexo, educação, interesses, estatuto socioeconómico, e muito mais.

Mas por que deve trabalhar na criação de uma persona de comprador?

A resposta é muito simples. Porque vai precisar de uma persona de comprador ideal para comercializar.

Esta é a pessoa imaginária em torno de quem se foca e baseia todo o seu negócio. Todos os outros “desvios” da norma são exceções, mas se visar sempre o seu comprador ideal, provavelmente terá melhores resultados.

Assim, para descobrir quem é o seu comprador ideal, considere fazer pesquisas dos seus clientes existentes, agregando os resultados na persona de comprador. Se ainda não tem clientes, considere fazer pesquisas com base nos compradores ideais dos seus concorrentes existentes. De qualquer forma, este passo é importante e não deve ignorá-lo.

5. Defina a sua identidade de marca

Identidade da marca? O que significa? Entendo a identidade pessoal, mas o que é isto?

Não se preocupe se isto aparecer na sua mente quando ouvir falar de identidade de marca.

É algo que tem vindo a ganhar muita tração nos últimos anos no mundo dos negócios. E sim, é algo como identidade pessoal, mas para negócios.

As empresas têm um certo tom de voz e “personalidade” que é usado para falar com o público e especialmente com os seus clientes.

Por isso, deve pré-definir a sua identidade de marca à partida para que saiba que tom de voz vai usar durante a duração do seu negócio web e manter-se consistente com os valores da sua marca.

Por falar em valores de marca, já os identificou?

Uma vez que o faça, tem de se certificar de que o seu negócio ou startup se mantém consistentemente fiel a eles para estabelecer uma reputação enquanto fornecedor de produtos ou serviços de qualidade e confiável.

6. Determine as suas estratégias de marketing

Planeie a estratégia de marketing do seu negócio online

Enquanto negócio online que está a começar pequeno, pode aproveitar os benefícios que isso lhe oferece automatizando as suas atividades de marketing digital desde o início para que, quando crescer e escalar, possa gerir melhor o fluxo de trabalho aumentado.

Up-sells e cross-sells

As estratégias de marketing referem-se aos meios através dos quais estará a comunicar com os seus clientes de forma a atrair mais vendas. Uma das melhores formas de o fazer é através de email marketing, que lhe permite fazer up-sell, cross-sells, ou mesmo ambos.

O up-sell é a venda de um item ainda melhor a um preço mais elevado, enquanto a cross-sell é a venda de um produto que está intimamente relacionado com o produto primário a ser vendido.

Por exemplo, uma cross-sell pode ser quando se vende um par de meias juntamente com um par de sapatos. Enquanto isso, um up-sell é quando uma pessoa quer comprar um cheeseburger e, em vez disso, opta por um menu inteiro.

Redes Sociais

Além do email, use plataformas sociais para animar o seu negócio. Os canais de redes sociais, como facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn, podem e devem ser usados para fins profissionais.

Quer esteja prestes a lançar o seu negócio online e queira envolver os seus amigos e familiares, ou a sua empresa já tenha uma clientela, pode utilizar as redes sociais – seja gratuitamente para obter resultados orgânicos ou pago pelo tráfego – para chegar à sua loja online gratis.

7. Fornecimento de produtos

Agora, para o próximo passo na forma de criar um negócio online – o fornecimento dos seus produtos.

Este é o passo em que tem muitas opções. Pode, por exemplo, ter os seus próprios produtos artesanais que gostaria de mostrar; comprou uma quantidade de stock que gostaria de vender; está prestes a lançar um negócio de serviços, ou gostaria de entrar no dropshipping.

O Dropshipping é essencialmente receber procura de uma venda, contactar o seu fornecedor, que envia o produto para o seu cliente sem que realmente tenha que manter qualquer stock na sua oferta.

Quando produzir os seus produtos, certifique-se de que são de alta qualidade, porque é a primeira coisa de que os seus clientes se queixarão se a encomenda se desintegrar assim que a abrirem.

Há muitos fornecedores de qualidade que oferecem bons preços para os seus produtos. Só precisa de ser seletivo quando escolher um.

Afinal, vai promover o seu produto, ou serviço, online em todos os sentidos e vai querer ter a certeza de que o que está a fazer é de alta qualidade e não algo que fará os seus clientes virarem-se contra si, ou pior, deixar más críticas sobre a sua marca.

8. Desenhe e construa o seu website

Está na hora de construir o seu site. Existem muitos construtores de websites online que o podem ajudar a configurar a sua loja online para vender em linha.

Primeiro, porém, deve reservar um nome web para a sua loja e um endereço web no qual os seus clientes podem encontrá-lo. Esta é essencialmente a “casa” para o seu negócio online.

Como próximo passo, de entrar no detalhe design – existem muitos modelos por onde escolher, dependendo do estilo que gostaria de usar. Além disso, deve definir as suas configurações para IVA, preços, envios, impostos, gateway de pagamento, e muito mais.

Felizmente, o myPOS  Online é o seu balcão único para todas as necessidades do seu site de e-commerce.

Não precisa de desenvolvedores, codificação, aptidões de design, ou qualquer outra coisa para começar – basta escolher o nome, tema da sua loja, carregar os seus produtos e seguir!

Para tirar partido desta opção, basta tornar-se um comerciante myPOS  e a melhor parte disto é que é absolutamente gratuito! Paga simplesmente uma pequena e atraente taxa de transação por cada transação efetuada. E há tantos outros benefícios que como acréscimo!

Mas não fique a pensar que é só isto e que pode descansar sobre os louros.

Há outros passos que precisa de tomar para garantir que a sua loja funciona da melhor forma e que conduz mais tráfego, de forma a impulsionar as vendas. Vamos ver outras coisas que precisa de resolver.

9. Conduza o tráfego para o seu site

O seu negócio online está pronto e está a fazer vendas. Mas precisa de continuar a conduzir o tráfego até ao seu site para se manter rentável.

Há duas formas principais de o fazer – o tráfego orgânico e o tráfego pago.

  • Tráfego orgânico – Pode obtê-lo para o seu site se utilizar estratégias eficazes de otimização do motor de busca (SEO), como a orientação adequada para palavras-chave, um blog que responda às perguntas do seu público, ou páginas onde pode acrescentar valor e sem ser muito insistente.
  • Publicidade paga – ou por pagamento de anúncios em vários sites. Como o nome indica, envolve fazer pagamentos e por isso deve reservar um orçamento para o tráfego da sua loja online.
  • Publicidade em redes sociais  – Por fim, existem redes sociais que podem ser usadas para impulsionar tráfego orgânico ou tráfego pago para a sua loja.

De qualquer forma, terá de se certificar de que está empenhado em gerir os seus canais de marketing e publicidade de forma consistente e contínua.

Meça o seu sucesso

Aqui é onde precisa de se dedicar a relatórios e análises que o vão ajudar a determinar onde o seu processo pode ser ainda mais simplificado e onde pode fazer mais vendas.

Como ponto de partida, verifique o seu email marketing. A taxa de abertos é alta? Existe uma taxa de click-through alta? Que tal se está a sair nas suas campanhas de marketing? Que tal gerir as suas conversões?

O mesmo se aplica aos seus esforços publicitários. Quantas pessoas é que a sua loja atraiu depois de as expor a um anúncio? Quantas pessoas compraram alguma coisa?

Monitorizar consistentemente o seu desempenho, aprofundando os números, irá ajudá-lo a manter-se no caminho certo e a monitorizar o seu negócio próprio de forma a ajudá-lo a crescer.

10. Estabeleça a sua reputação

A sua personalidade ou personalidade de marca continuará a crescer e a desenvolver-se a cada venda que fizer. Adicionalmente, o que mencionamos anteriormente sobre o stock e a venda de produtos de qualidade também se aplica aqui.

Vai precisar de estabelecer e gerir a sua reputação através da oferta de produtos ou serviços de qualidade, um site de fácil navegação, aceitação de pagamentos fácil e sem problemas, e muito mais.

Uma vez que as avaliações desempenham um papel importante na decisão de compra de um cliente, certifique-se de que monitoriza constantemente a sua reputação online, abordando questões, avaliações negativas ou mesmo positivas.

Caso contrário, as conversas negativas espalham-se como incêndios florestais na internet e também podem afetar as suas classificações no Google, surgindo no topo para que todos possam ver.

Conclusão

Agora já sabe como iniciar um negócio online de forma eficiente. Embora estes passos possam parecer um pouco difíceis ou longos, são na verdade uma parte normal da maioria das viagens de negócios – seja online ou numa loja física.

À medida que baseia no seu sonho de gerir o seu próprio negócio online, considere estes 10 passos como um ponto de orientação para ajudá-lo a começar.

Apesar de não serem uma lista exaustiva de passos e cada passo depender do seu tipo de negócio, são uma ótima maneira de iniciar o seu projeto e transformar a sua grande ideia em realidade.

Partilhar esta publicação:

Publicações relacionadas

Fale connosco
Cookie

Selecione a sua preferência de cookies

2-3