myPOS blog Dicas

O que é a SWIFT e qual é o seu papel nos pagamentos?

Está de um lado do mundo e a pessoa a quem quer enviar dinheiro, ou a empresa que lhe deve, está do outro lado. Não importa onde os montantes do globo comecem a sua jornada e onde se espera que acabem, com certeza conseguirão chegar ao destino. Swift é o que facilita o processo.

O que é o SWIFT

SWIFT é um acrónimo para a Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication (Sociedade para as Telecomunicações Financeiras Interbancárias Internacionais). É uma cooperativa global de membros que criou e mantém uma rede de mensagens segura.

As organizações financeiras utilizam esta rede para transmitir informações e instruções de pagamento em todo o mundo, através de um sistema de protocolos normalizado. A cada organização financeira é atribuído um código SWIFT único, que também pode ser encontrado sob vários outros nomes – BIC (Bank Identifier Code), SWIFT ID, NÚMERO SWIFT ou código ISO 9362.

O papel do SWIFT

O SWIFT é um sistema de comunicação que liga bancos de todo o mundo para transações e pagamentos financeiros internacionais rápidos e seguros. Por outras palavras, é uma rede de mensagens, parte do sistema de pagamentos global.

Serve para a execução de desembolso fora de um sistema doméstico. O SWIFT tem instruções de pagamento, trocadas pelas instituições financeiras que participam numa transação. Por conseguinte, diz-se que o SWIFT é o mecanismo fundamental para o financiamento do comércio internacional.

É importante notar que não está no papel do SWIFT aceitar fundos ou manter contas online. Os serviços cooperativos enviam informações de transações de forma segura, rápida e precisa, certificando-se de que o dinheiro aterra exatamente na conta para a qual se destina.

O que o código SWIFT significa

Um código SWIFT compreende letras e números e pode tersímbolos de comprimento eith er 8 ou 11. Uma perspetiva genérica seria WWWWXXYYZZZ. Para uma melhor compreensão do que os conjuntos de caracteres em posições únicas significam, vamos explorar um exemplo da vida real como MPOSGB2L:

  • Os primeiros quatro caracteres são o código da organização financeira – MPOS para o myPOS
  • Os próximos dois são o código do país – GB para a Grã-Bretanha
  • Os caracteres 7 e 8 são a sede ou cidade – 2L para Londres
  • Os últimos três caracteres são opcionais – as organizações podem usá-los para identificar um balcão individual

Os códigos SWIFT fornecem detalhes fáceis de validar sobre as instituições financeiras que participam na transação. O sistema executa o código-caracteres verificando uma base de dados e verifica a transferência de destino. Assim, assegura uma troca segura e de alta velocidade de fundos no estrangeiro.

História do SWIFT

O SWIFT foi iniciado em 1973 na Bélgica, onde está sediado até à data. Inicialmente, ligou cerca de 240 bancos em 15 países diferentes. Antes disso, as transações internacionais financeiras eram enviadas pela Telex – um sistema manual de comunicação de escrita e leitura.

A Telex era boa para o seu tempo, mas era lenta. Era gratuita na formatação de mensagens, por isso, ao detalhar o acordo, qualquer um podia transmitir qualquer número de palavras em qualquer ordem que quisessem. Por outro lado, o destinatário teve de interpretar a descrição e processar a transação, o que muitas vezes resultava em erros e atrasos.

O Swift apareceu como uma modernização. O sistema introduziu códigos formatados, eliminando assim contradições e interpretações erradas. Estes códigos são fáceis de entender e pode-se facilmente procurar o significado de qualquer parte que não possam reconhecer num ápice.

História e supervisão da SWIFT

O SWIFT também estabeleceu padrões de transações financeiras e lançou um sistema de processamento de dados partilhado e uma rede mundial de comunicações. A primeira mensagem foi acelerada através da rede em 1977.

O SWIFT liga hoje mais de 11.000 bancos, instituições, organizações de valores mobiliários, infraestruturas de mercado e clientes corporativos em mais de 200 países. É, de facto, a maior rede de pagamentos internacional do mundo.

O sistema transporta mais de 40 milhões de mensagens e transaciona triliões de dólares todos osdias entre governos e instituições financeiras de todo o mundo.

Como o SWIFT é supervisionado

O SWIFT é governado internacionalmente e supervisionada pelos bancos centrais do Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Países Baixos, Reino Unido, Estados Unidos, Suíça, Suécia e Banco Central Europeu, sendo o Banco Nacional da Bélgica o principal supervisor do sistema.

Em 2012, foi criado o SWIFT Oversight Forum e os bancos centrais de outras grandes economias juntaram-se ao órgão de supervisão.

Novidades no SWIFT

O SWIFT é o principal método de execução de pagamentos internacionais, no entanto, os seus utilizadores enfrentavam vários desafios – falta de capacidade para observar fundos expeditos, elevadas taxas de correspondentes, e – ultimamente – uma certa extensão de lentidão em comparação com o ritmo a que as coisas se movem hoje em dia.

Foi agora introduzido um novo sistema SWIFT GPI para abordar estas questões, onde GPI significa Global Payments Innovation.

Trata-se de um quadro de regras, que incorpora as últimas tendências e desenvolvimentos. Estes incluem a transparência das taxas, o rastreio de pagamentos de ambos os lados e a confirmação da liquidação na conta do destinatário. Todas as organizações financeiras com GPI obrigam a seguir as regras.

A inovação nos pagamentos apresenta melhorias em vários aspetos. A movimentação de fundos é mais rápida através da rede SWIFT GPI. Cada desembolso é atribuído a uma Referência de Transação End-to-End Única, que permite o rastreio da localização em tempo real. E as taxas de processamento estão agora a ser totalmente detalhadas. Este último ajuda as pessoas a tomarem decisões informadas eobriga os bancos a encontrar rotas mais curtas quando os intermediários estão envolvidos.

SWIFT ou BIC

É bom esclarecer – o SWIFT é o sistema de mensagens, enquanto o Código do Identificador do Banco – BIC – é o código utilizado no sistema. Uma vez que são frequentemente usados como sinónimos, quandoé necessário enviar ou receber uma transferência internacional, pode ser-lhe pedido que forneça qualquer um deles – será exatamente o mesmo número. Pode encontrá-lo em papel ou declaração digital, bem como nos detalhes da sua conta. Também estão disponíveis ferramentas de pesquisa online fáceis de usar.

SWIFT e IBAN

SWIFT e IBAN são códigos diferentes. Enquanto o SWIFT é utilizado para identificar um banco específico numa transação internacional, o IBAN identifica uma conta individual. Significa Número de Conta Bancária Internacional e é usado em transações transfronteiriças e domésticas.

Tal como o SWIFT, um IBAN é alfanumérico, mas pode conter até 39 caracteres.

Conclusão

Quando o seu negócio cresce e se torna internacional, precisa de meios confiáveis para enviar e receber pagamentos no estrangeiro. A rede de mensagens SWIFT liga muitas organizações financeiras em todo o mundo e assegura o processo através da sua formatação de mensagens normalizadas. Assim, não importa de onde vem e para onde vai, o seu dinheiro viaja com segurança, rápida e facilmente.

Disclaimer: Tenha em atenção que o conteúdo deste artigo e do Blog myPOS, em geral, não deve ser interpretado como legal, monetário, fiscal, ou nenhum outro tipo de aconselhamento profissional. Deve sempre consultar um profissional antes de tomar uma atitude, uma vez que esta situação em particular pode diferir materialmente de outros casos.

Partilhar esta publicação:

Publicações relacionadas

Fale connosco
Cookie

Selecione a sua preferência de cookies

2-3