myPOS blog Dicas

Dropshipping – o que é e como é que funciona?

À procura de uma maneira fácil de entrar no mundo do e-commerce e começar o negócio com que tem sonhado? O dropshipping é um modelo de negócio online que pode ajudá-lo a chegar a novos patamares com apenas algumas horas de trabalho por dia.

E o mais importante, não requer um grande investimento. Saiba mais sobre o que é o dropshipping, como funciona, e quais são os principais prós e contras desta prática empresarial.

O que é dropshipping?

Dropshipping é um método de processamento de encomendas que não requer que mantenha os produtos em stock. Em vez disso, a loja vende o produto e passa a ordem de venda a um fornecedor que, em seguida, envia o produto solicitado.

Isto pode parecer uma forma fácil de ganhar dinheiro – vende-se os bens de outra pessoa e fica-se com uma parte para si mesmo – mas quando se considera todos os inconvenientes, obstáculos e gestão do dia-a-dia, não é assim tão elementar.

O que é um dropshipper?

Um dropshipper é um fabricante ou fornecedor que gere o inventário de um retalhista e envia encomendas aos seus clientes. O retalhista é o principal responsável pela obtenção de clientes, conduzindo o tráfego para a loja e processando encomendas, o que significa que será, de facto, o intermediário.

No entanto, como retalhista, obterá uma boa parte do lucro, sobrevalorizado os produtos que vende. É um modelo simples que pode ser bastante rentável.

Como funciona o modelo de dropshipping?

Dropshipping é um tipo de modelo de negócio da cadeia de fornecimento que usa uma rede de fornecedores, materiais, fabricantes e retalhistas para criar e distribuir um produto.

Da produção à entrega, o dropshipping normalmente envolve o seguinte:

  • Um cliente faz uma encomenda a retalhista.
  • O retalhista avisa o seu parceiro de dropshipping, normalmente o fabricante ou grossista, que embala e envia o produto ao cliente.
  • O parceiro de dropshipping cobra ao intermediário pelo serviço, e o intermediário cobra ao cliente.

Normalmente, quanto mais curta a cadeia de abastecimento, maior o seu lucro. Isto porque há menos partes a aceitar uma redução. A cadeia de abastecimento mais curta em dropshipping é aquela em que se trabalha diretamente com o fabricante.

Vantagens e desvantagens do dropshipping

Aprender as vantagens e desvantagens do negócio de dropshipping

É claro que este modelo de negócio tem desvantagens e vantagens, e é importante considerá-las:

Vantagens

1. Baixo capital necessário

Provavelmente a maior vantagem do dropshipping é que é possível abrir uma loja de e-commerce sem ter que investir milhares de euros em inventário. Tradicionalmente, os retalhistas têm de empatar enormes quantidades de capital para comprar o inventário.

Com o modelo dropshipping, não precisa de comprar um produto a menos que uma venda já tenha sido feita e o pagamento do cliente tenha sido verificado. Sem um investimento inicial significativo em inventário, é possível começar a fornecer produtos e gerir um negócio de dropshipping com muito pouco dinheiro. E como não se compromete a vender inventário pré-comprado como um negócio de retalho tradicional, há menos risco.

2. O negócio de dropshipping é fácil de criar

Não precisa de experiência anterior em negócios para começar a fazer dropshipping. Tire algum tempo para aprender o básico, e pode criar o negócio online rapidamente enquanto aprende o resto à medida que vai avançando.

Não precisa de um armazém para guardar os seus produtos ou de ter uma grande equipa. Também não precisa de se preocupar com as entregas. Tudo isto significa que pode começar o seu negócio ainda hoje, numa questão de horas.

3. Mais fácil de escalar

Num negócio de retalho tradicional, se receber três vezes mais encomendas, normalmente tem de ter três vezes mais trabalho. Ao utilizar fornecedores de dropshipping, a maior parte do trabalho de processamento das encomendas extras será tratada por eles, permitindo-lhe escalar o seu negócio sem dificuldades e com menos trabalho extra.

O crescimento das vendas conduzirá sempre a um maior envolvimento – especialmente relacionado com o atendimento ao cliente, mas as empresas que usam o dropshipping têm vantagens organizacionais em relação às empresas tradicionais de comércio eletrónico.

4. O dropshipping é flexível

Pode alocar o seu tempo e definir as suas próprias regras. Esta é definitivamente uma das carreiras mais flexíveis que alguém pode seguir.

Com este tipo de negócio próprio, pode trabalhar a partir de casa, fazendo-o no momento mais conveniente para si. É ideal para empreendedores que queiram criar uma empresa que trabalhe para eles. Não vai ter de andar stressado com nada porque estabeleceu o seu próprio ritmo.

O dropshipping também é flexível na forma como lhe dá várias opções para tomar as decisões que considerar corretas. Pode facilmente lançar novos produtos sempre que quiser e ajustar as suas estratégias, em movimento. Se decidir dar uma oportunidade a si mesmo, pode automatizar tudo para gerar rendimento passivo enquanto estiver fora.

5. Pode delegar a maior parte do seu trabalho a aplicações

Não é preciso reunir uma equipa de marketers ou especializar-se em todas as profissões para iniciar um negócio de comércio eletrónico. Existem muitas aplicações que podem ajudá-lo a automatizar o seu processo de marketing.

Por exemplo, pode publicar anúncios do Facebook em piloto automático em vez de passar semanas a tentar descobrir as melhores práticas de publicidade dinâmica nas redes sociais. Pode deixar as aplicações fazer esse trabalho, enquanto cuida do resto do seu negócio de dropshipping.

Desvantagens

Aprender sobre as desvantagens das empresas de dropshipping

1. Margens de lucro baixas

Claro, já que não tem de gerir ou armazenar o seu próprio inventário, as despesas gerais são baixas, mas o retorno não é tão alto. Se investir menos dinheiro, recebe lucros mais baixos. Isso significa que tem de fazer muitas atividades só para se manteres à tona, quanto mais para lucrar a sério.

A maior parte do valor de cada venda que faz vai para o dropshipper.

Isso mal é suficiente para cobrir os seus custos de marketing e publicidade, manutenção de websites, gestão de encomendas de vendas, e cobrir o seu horário de trabalho. Além disso, vai notar que o seu lucro, em grande parte, também é determinado pelo tráfego do seu site, por isso se está a construir uma marca de ecommerce de raiz, tem de ser paciente até obter uma boa base de clientes.

É muito mais sensato concentrarmo-nos em dropshipping quando já temos uma fonte regular de tráfego.

2. O dropshipping pode complicar o processamento da encomenda

O dropshipping pode parecer simples – o cliente faz uma encomenda, processa-a e o seu fornecedor cumpre-a.

No entanto, se estiver a fornecer produtos de vários fornecedores, pode encontrar alguns problemas importantes. Cada um dos seus fornecedores poderá utilizar uma solução de envio diferente, o que apresenta um problema tanto para si como para os seus clientes. Dependendo da sua configuração de envio, os custos podem ser proibitivos, especialmente quando envia vários produtos.

Diferentes fornecedores também terão diferentes estruturas de processamento e faturação. Uma vez que tem de gerir a interação com os seus fornecedores, esta pode ser, por vezes, uma tarefa complicada.

3. Problemas de inventário

Se armazenar todos os seus produtos, é relativamente fácil acompanhar quais os itens que estão em stock e os que estão esgotados. Mas quando se fornece a partir de vários armazéns que cumprem encomendas para outros retalhistas, o inventário pode mudar diariamente.

Felizmente, existem várias aplicações hoje em dia que lhe permitem sincronizar o seu sistema com o dos seus fornecedores. Desta forma, os retalhistas podem “transmitir” encomendas a um fornecedor com um ou dois cliques e têm a capacidade de ver em tempo real o que é o stock de um determinado produto.

4. O dropshipping dificulta o atendimento ao cliente

Este é mais um desafio que surge quando as encomendas correm mal ou as entregas falham. Como proprietário da loja, não tem muito controlo sobre estes aspetos, portanto não pode influenciar tanto sobre o pedido de encomenda e lidar com o atendimento ao cliente.

Uma das desvantagens mais desagradáveis do dropshipping é que tem que assumir a culpa quando os clientes têm reclamações. Assumir a responsabilidade e lidar com erros em nome dos seus fornecedores faz parte do modelo de negócio.

5. Alta competitividade

Uma vez que é necessário muito pouco capital para iniciar um negócio de dropshipping, esta baixa barreira à entrada leva a muita concorrência, com os mercados mais populares a serem bastante preenchidos. Realisticamente, quanto maior for uma empresa, mais pode reduzir as margens para oferecer os preços mais baixos.

As empresas mais pequenas têm de cortar às suas margens apenas para se manterem competitivas com os seus preços, e a certa altura isto torna-se insustentável. Para dificultar ainda mais as coisas, é provável que não consiga um acordo exclusivo com os seus fornecedores, o que significa que qualquer competição pode vender os mesmos produtos.

E se estiver esgotado, as empresas com mais recursos poderão minar os seus preços.

Como escolher um fornecedor de dropshipping

De um modo geral, uma boa estratégia consiste em celebrar acordos de dropshipping diretamente com os fabricantes dos produtos. Quanto menos intermediários a compra tiver de passar, maior será o seu lucro.

Quaisquer taxas adicionais cobradas pelos seus parceiros da cadeia de fornecimento afetarão o seu resultado final, por isso, sempre que possível, o melhor é trabalhar de forma direta com um fabricante.

Algumas perguntas a fazer a potenciais fornecedores são:

Quanto cobram?

Antes de escolher um parceiro de entrega à distância, compare diferentes ofertas. Se o preço grossista não for suficiente para obter um lucro decente sobre os produtos, procure outro fornecedor.

Também pergunte se há uma taxa de manuseamento, e se existir, considere como isto pode afetar a sua margem de lucro. Mais uma vez, cada taxa e cada intermediário afeta o seu resultado final, por isso, otimize o processo o máximo possível.

Como são entregues os produtos?

Procure um parceiro que envie produtos através de um serviço que forneça números de rastreamento para as encomendas. Desta forma, se os clientes lhe perguntarem sobre o estado das suas encomendas, pode fornecer-lhes informações precisas e atualizadas.

E com o envio, vêm as devoluções. É importante aprender a política de devolução e os termos da garantia.

Qual é o processo de faturação?

Os parceiros de dropshipping cobram uma taxa assim que a encomenda é feita? Ou mandam uma conta mensal? Certifique-se de escolher um parceiro cujo processo de faturação seja adequado para o seu fluxo de caixa.

O dropshipping rentável?

Há muitas maneiras de começar e fazer crescer um negócio de dropshipping. A história do comércio eletrónico fala de comerciantes que iniciaram um negócio de dropshipping para ganhar uns tostões extra por mês, enquanto outros desenvolveram várias lojas e fizeram lucros enormes.

Quer queira começar a fazer dropshipping como uma introdução ao e-commerce ou como um modelo de negócio que possa sustentar, é importante entender como este conceito pode ser rentável.

5 dicas para um negócio de dropshipping de sucesso

Dicas para um negócio lucrativo de dropshipping

Existem várias boas práticas que pode implementar para garantir o sucesso do seu negócio de dropshipping.

Especificidade do produto

Embora o dropshipping lhe permita vender uma grande variedade de produtos, não significa que os tenha que vender todos. Faça pesquisas de mercado e analise tendências para determinar exatamente o que quer vender na sua loja.

Descubra o que está em alta, o que é fácil de obter e o que é necessário para um determinado grupo alvo.

Faça das compras online um prazer

De encomenda à entrega, a viagem do cliente deve ser o mais perfeita possível. Isto começa com um site de e-commerce fácil de usar. Invista na construção de um site elegante que seja fácil de usar em todos os dispositivos.

Construir um negócio de confiança

A reputação do seu negócio é tudo, por isso não só precisa de manter parceiros de confiança e um excelente website, como também precisa de trabalhar para aumentar a sua credibilidade online, para a sua empresa ganhar a confiança de potenciais clientes.

Desde a construção de uma sólida presença nas redes sociais até à criação de campanhas bem-sucedidas de marketing de email, a formação de fortes relações com o cliente irá ajudá-lo a ter sucesso.

Foco na qualidade

Mesmo que um fornecedor tenha sido cuidadosamente examinado, deve ter cuidado com o serviço uma vez que a colaboração tenha começado.

Por exemplo, se houve vários casos de produtos danificados, encomendas perdidas ou entregas tardias, questione o fornecedor e se necessário, corte a relação para que não perca a confiança dos seus clientes.

Organize-se

O dropshipping pode envolver muita administração e adicionar muito trabalho à gestão das suas operações. Pode valer a pena contratar um colaborador para lidar com as partes da cadeia de fornecimento, de forma a manter os seus processos a funcionar em plena capacidade.

Conclusão

O dropshipping pode ser a opção certa para o seu negócio de ecommerce, mas isso só deve ser estabelecido após um planeamento detalhado.

Uma abordagem flexível da oferta e da procura permite-lhe testar a sua ideia de oferta de produto, evitar armazenamento dispendioso e navegar as últimas tendências. Crie a sua loja online gratuita e inicie hoje o seu negócio de dropshipping com o myPOS Online.

Partilhar esta publicação:

Publicações relacionadas

Fale connosco
Cookie

Selecione a sua preferência de cookies

2-3